WhatsApp Image 2020 08 08 at 15.24.30
WhatsApp Image 2020 08 08 at 15.24.30

Banco de Leite Humano de Bauru comemora 36 anos com alta nos estoques

Era primeiro de agosto de 1984 quando o Banco de Leite Humano de Bauru abria suas portas pela primeira vez. No dia do aniversário de 88 anos da cidade, os bauruenses ganhavam uma unidade de saúde para o cuidado da vida desde seus primeiros momentos.

Mais de três décadas depois, o Banco de Leite de Bauru comemora 36 anos de funcionamento ininterrupto, uma história escrita por várias mãos. Na trajetória do Banco de Leite passaram servidores públicos comprometidos com o trabalho em equipe e 6.148 mulheres doadoras de leite.

Solidariedade para continuar cuidando da vida
O Banco de Leite Humano de Bauru realiza cerca de 80 a 100 atendimentos ambulatoriais por mês e registrou, de maio a junho, um aumento de 50% no estoque de leite.

No início da quarentena, em razão do novo coronavírus, o Banco de Leite Humano de Bauru registrou queda em seu estoque. O vírus que colocou todos para dentro de casa, afetava também os trabalhos das equipes do Banco de Leite e colocava em risco a distribuição do leite para crianças necessitadas.

Mas nos meses de maio e junho, o cenário que se viu no Banco de Leite foi animador. De 51 litros de leite doados ao Banco de Leite Humano de Bauru em janeiro, os estoques saltaram para 84,5 litros de leite em maio, e impressionantes 98,5 litros em junho.

Maria Nereida Panichi, é coordenadora do Banco de Leite Humano de Bauru e acompanha o Banco de Leite desde a sua fase de estruturação. Parte da equipe há 36 anos, ela comemora a alta dos estoques.

“Já tivemos períodos de altas significativas no número de doações, com quantidades grandes de leite estocado, mas igual a que estamos vivendo agora, não. É uma vitória muito boa, em meio a tanta coisa ruim acontecendo, de tantas perdas e tantas famílias enlutadas, as mulheres continuam doando para ajudar outras famílias”, conta Nereida.

O balanço do mês de julho ainda não foi finalizado, mas o indicativo é de que o Banco de Leite tenha atingido a marca de 100 litros de leite humano em estoque. Se comparado ao início do ano, Bauru teve aumento de 50% nas doações, enquanto os Bancos de Leite Humanos, em um cenário nacional, registraram aumento de 30%. E essa conquista só foi possível com o apoio e engajamento da população.

“A gente pode dizer com orgulho e satisfação que a população de Bauru não só recebeu o Banco de Leite de braços abertos, como também continua muito parceira das nossas atividades e do nosso trabalho. Me emociono ao falar porque é um trabalho muito vitorioso, de muita luta e de várias pessoas trabalhando dia à dia por essa causa”, diz Nereida.

Todos os dias, uma equipe formada por profissionais da área de pediatria, enfermagem, nutrição, odontologia neonatal, psicologia, administração e limpeza, se unem para escrever mais um dia da história do Banco de Leite Humano de Bauru.

Quem pode ajudar a escrever essa história?
Ao longo do tempo, o Banco de Leite Humano de Bauru nem sempre reproduziu o cenário dos meses de maio e junho deste ano. Nereida conta que, por falta de doações, o Banco de Leite já enfrentou dificuldades para continuar os atendimentos.

“Já tivemos épocas de bastante escassez de leite, a ponto de quase não conseguirmos suprir as demandas dos hospitais e termos que priorizar as crianças em estado mais grave. Quem mantém o estoque do Banco de Leite são as mulheres doadoras, que costumam manter as doações por períodos de três a quatro meses”.

Toda mulher lactante é uma possível doadora, ou seja, toda mulher em fase de amamentação. Para doar basta que a mulher esteja saudável e não tome nenhum medicamento que interfira na amamentação.

A equipe do Banco de Leite cuida de todo o processo, desde a triagem e orientação da doadora, até a busca do leite coletado na residência da mulher e o armazenamento adequado.

“O importante é que as mulheres tenham em mente que elas vão doar o leite que sobrar, o excedente dos seus bebês, e pelo tempo que esse leite estiver excedendo. Muitas mulheres se envolvem nessa causa com vontade de ajudar, mas nem sempre elas vão ter essa quantidade excedente”, explica Nereida.

Se você quer ser uma doadora, mas tem dúvidas, a equipe do Banco de Leite está à postos para te ajudar, é só entrar em contato.

Sobre o Banco de Leite
O Banco de Leite Humano de Bauru é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde e realiza trabalhos desde a captação e triagem de doadoras, coleta domiciliar de leite e distribuição de cerca de 60 a 80 litros para hospitais com UTI neonatal.

Também fazem parte da atuação do Banco, atividades de orientação para mães puérperas e lactantes para auxiliar na mamada dos bebês, introdução alimentar, retirada e estoque de leite, até o desmame.

Estas ações realizadas em hospitais movimenta cerca de 5 mil atendimentos por mês (durante a pandemia, para segurança das mães, dos recém nascidos e dos profissionais da saúde, as orientações hospitalares estão paralisadas).

“A Prefeitura de Bauru, junto à Secretaria Municipal de Saúde e à equipe do Banco de Leite, comemora os 36 anos do Banco de Leite Humano de Bauru com sensação de dever cumprido, e agradece imensamente às mulheres doadoras que ajudam a escrever essa história por mais de três décadas”, afirma a prefeitura em nota.

SERVIÇO
Banco de Leite Humano de Bauru
Endereço: Praça das Cerejeiras, 1-40 – Vila Noemy, em frente ao Palácio das Cerejeiras, sede da Prefeitura.
Telefone: 3226-3227
Horário: de segunda à sexta-feira, das 07h às 19h

Compartilhe nas Redes Sociais

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/e13combr/public_html/96fm/wp-includes/functions.php on line 5107