fase2
fase2

Governo afirma que Bauru será responsabilizada por descumprir Plano SP e critica promotor de Saúde

Durante coletiva realizada nesta quarta-feira (27/01), o Governo Estadual comentou a situação de Bauru, que mesmo com a determinação para cumprir a Fase Vermelha do Plano SP, fez uma flexibilização que liberou, inclusive, serviços não essenciais.

Na segunda-feira (25/01), a Prefeitura foi notificada e hoje o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, reforçou que a lei estabelece que as regras dos municípios podem ser mais rígidas, mas nunca mais flexíveis que as determinações estaduais e que, portanto, Bauru está infringindo a lei.

“Nós vamos cobrar para que ela [Prefeitura] possa zelar pela vida população, fazendo a nossa parte em termos de leitos, mas encaminhando para o Ministério Público, que tem sido muito contundente nessas ações, para que eles possam tomar as medidas cabíveis“, afirma Vinholi.

Ouça a fala completa do Secretário sobre a situação de Bauru:

O Coordenador Executivo do Comitê de Saúde, João Gabbardo, também falou sobre a situação de Bauru. Ele criticou duramente o promotor de Saúde Pública de Bauru, Enilson Komono, que, em entrevista ao Jornal da Cidade, afirmou que apoia a decisão da prefeitura [de flexibilizar a Fase Vermelha] e chamou o índice do Plano SP de “enganoso”.

Gabbardo disse a fala do promotor demonstra “absoluta ignorância no assunto e irresponsabilidade” e criticou as possíveis soluções apresentadas pelo promotor.

Questionando as decisões da Prefeita Suéllen Rosim e do promotor, Gabbardo destacou que no dia 22 de janeiro Bauru tinha 456 novos casos por 100 mil habitantes e que no dia 25 foi para 495 novos casos por 100 mil habitantes; um aumento de 8% em 4 dias.

“Alguém que esteja pensando em saúde pública, não pode achar que a solução é simplesmente aumentar o número de leitos, sem a mínima preocupação com as medidas que tem que ser tomadas para reduzir o número de pessoas que vão ficar doentes. Talvez o promotor não saiba, de que cada três pessoas que vão pra UTI, uma vai morrer, mesmo tendo leito“, afirmou o coordenador.

Para finalizar sua fala, Gabbardo afirmou que não poderia esperar ver um promotor de saúde de pública se posicionar como um “promotor da doença”. Ouça a fala completa do Coordenador Executivo do Comitê de Saúde, João Gabbardo, sobre Bauru:

Na coletiva o Governo também confirmou que uma nova reclassificação do Plano SP será realizada no dia 05 de fevereiro.

Compartilhe nas Redes Sociais

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/e13combr/public_html/96fm/wp-includes/functions.php on line 5107