dae batalha e1599841183830
dae batalha e1599841183830

Queda acentuada no nível do Batalha preocupa

Com o baixo índice pluviométrico e as altas temperaturas na região centro-oeste paulista, a vazão da lagoa de captação do Rio Batalha, utilizado no abastecimento de cerca de 38% da população bauruense, apresentou queda acentuada (cerca de 1 centímetro por hora). O nível às 16h desta sexta (02/10) era de 1,79m, sendo que seu nível considerado ideal é de 3,20m.

Segundo levantamento do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), setembro apresentou a menor taxa de chuvas de 2020, com registro de apenas 7.9mm de precipitação acumulada. Desde 2011, quando marcou 3.0mm, o mês de setembro não apresentava um número tão baixo de chuvas no município.

Em comparação com 2014, quando também houve rodízio no abastecimento, o valor acumulado de chuvas entre os meses de março e setembro foi de 442,1mm. Neste ano, o volume é cerca de 53% menor, com o registro somado sobre mesmos seis meses em apenas 234,7mm.

Além da redução do índice de chuvas, outro problema enfrentado é a intensificação dos processos naturais de evaporação pelas elevadas temperaturas. Em setembro, assim como a taxa de precipitação registrou baixa recorde, a temperatura média de Bauru também atingiu marco histórico: 25.7°C, com médias de temperatura máxima em 33.2°C.

O DAE explica que para tentar reduzir os impactos da queda no volume de água no Batalha, foi adotado um sistema de rodízio nos bairros abastecidos pelo rio, limitando o fornecimento do recurso em dias pares e ímpares, no setor da Vila Falcão e no Centro, respectivamente.

A previsão do IPMet para os próximos dias é a permanência do tempo quente, com uma grande amplitude térmica, variando dos 20°C aos 40°C, e uma baixa expectativa de chuva.

“Assim, é de extrema importância que a população faça uso consciente e econômico da água. Já existe um aumento natural no consumo do recurso em meio às medidas preventivas ao Coronavírus, então, é necessário que o cidadão tenha atenção redobrada e evite ações como o uso da mangueira na lavagem de carros e calçadas. O DAE pede que sejam priorizados somente os hábitos de higiene e alimentação”, apela o DAE.

Caminhões-pipa
A autarquia também explica que seguindo uma ordem de prioridades (hospitais, postos de saúde, creches, pessoas acamadas, entre outras), o DAE continua disponibilizando caminhões-pipa que podem ser acionados através do telefone 08007710195, que recebe ligações apenas de telefone fixo, ou 3235-6140 e 3235-6179 para ligações feitas por aparelho celular.

Compartilhe nas Redes Sociais

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/e13combr/public_html/96fm/wp-includes/functions.php on line 5107